sábado, 21 de março de 2009

Por que Davi não foi Saul II?

Inspirado no livro “Perfil de Três Reis” (Gene Edwards).

Doze regras para a formação de um ditador, enquanto o caráter de um líder é forjado.


1) Junte um grupo de bajuladores. Você precisará de pessoas que te dêem razão sempre, até quando estiver errado. Aliás, você não poderá ser contrariado em momento algum.

2) Seja uma pessoa carismática. Mas, nem tanto, por favor. Poderosos usam mais a força que o sorriso.

3) Não passe de uma semana sem dar umas broncas, de vez em quando. É preciso que fique bem claro quem é que manda: você, sempre.

4) Esse papo de compreender o outro lado é para os fracos. Compreensão é para medíocres. Lembre-se: você tem sempre a razão.

5) Foi contrariado? Procure imediatamente seu grupo de bajuladores. Eles te aconselharão a tomar uma providência o mais rápido possível. Não é bom para a sua reputação ser contrariado.

6) Faça boas ações (sacrifícios), mesmo sem ter um bom motivo. O que você precisa é impressionar as pessoas.

7) Quando cismar com alguém, vá em frente. Persiga! Afinal de contas: “Espelho, espelho meu. Não existe ninguém mais poderoso que eu!”.

8) Divulgue suas idéias. As pessoas precisam se identificar com você. Mas, olhe lá, hein! Não permita que elas confundam isso com “troca de idéias”. Lembre-se: você tem sempre a razão.

9) Você tem sempre a razão.

10) Nunca, nunca volte atrás. Mesmo que você conclua que falhou, não é bom para um ditador pedir perdão. Caso seja taxado de “cabeça-dura”, você já sabe: procure seu grupo de bajuladores.

11) Você pode até não decorar isso tudo. Basta se lembrar que você tem sempre a razão.

12) Todas as pessoas que não estão de acordo com as Regras acima expostas não fazem parte do seu grupo de bajuladores. De olho nelas! Por outro lado, no meio dessa gente, existe um grupo (pequeno) de loucos “segundo o coração de Deus”. Caso uma rebelião seja feita para te destituir, pode ter certeza de que eles não estarão envolvidos. Mesmo te achando um líder insano, não se vingarão de você. Por incrível que pareça, eles intercedem por você. Tem doido pra tudo, não é mesmo? Mas, não se deixe levar. Você tem sempre a razão.

Enquanto isso...

"- Prefiro que ele me mate a aprender os seus caminhos. Prefiro morrer a vir a ser como ele. Não seguirei a estrada que leva os reis à loucura. Não atirarei lanças, nem permitirei que o ódio se aninhe no meu coração. Nem me vingarei. Nem agora nem nunca!

Joabe não conseguiu entender uma resposta tão sem sentido e se afastou para dentro da escuridão. Naquela noite, os homens foram dormir sobre pedras úmidas e frias, e comentavam a perspectiva estranha e masoquista do seu líder acerca de relacionamentos com reis, principalmente com reis loucos.

Os anjos também foram para a cama naquela noite e sonharam, no reflexo do esplendor daquele dia tão excepcional, que Deus ainda poderia dar a sua autoridade a um vaso digno de confiança." (Gene Edwards)

2 comentários:

Érico disse...

fala ae Alexandre!

Mt bom o texto! Realmente, precisamos a cada dia, pedir a Deus um coração quebrantado e humilde!
E tb orar para q "ditadores" em nosso meio, deixem de "ditar" e passem a "lideram"... "segundo o coração de Deus"...

Abs,
Érico

Alexandre de Sá disse...

Davi não atirou lanças contra Saul...

Davi não fundou o ministério da "Geração inconformada com Saul"...

Davi não colocou ninguém contra o rei...

Davi reconheceu a autoridade de Saul, apesar de toda insanidade do "rei da cocada preta"...

Davi não ficou resmungando... Pelo menos, não entre as pessoas. Preferia rasgar o coração diante de Deus a passar uma imagem de "estou sendo perseguido"...

Saul foi o rei da reputação. Davi foi o rei do caráter.